Acontece no CEV - Conheça um pouco mais de Sarmento Castro, um dos professores mais renomados e queridos do CEV Concursos. CEV Concursos

CEV Concursos

Acontece no CEV

Conheça um pouco mais de Sarmento Castro, um dos professores mais renomados e queridos do CEV Concursos.

Ele é um dos professores mais renomados e queridos dentre aqueles que lecionam nos preparatórios para concursos públicos da capital. No CEV Concursos, é responsável por ministrar a disciplina de Direito Constitucional, sendo o dono de uma história de vida que inspira e motiva seus alunos a buscarem, dia após dia, horizontes cada vez mais promissores. Esse é o professor Sarmento Castro, um dos grandes destaques da qualificada equipe docente do CEV.

Início inesperado e promissor

Ele começou bastante cedo a lidar com a profissão, ainda que não tenha planejado o “passo a passo” dessa inicialização que, certamente, mudou sua vida para muito melhor: “Com dezesseis anos eu fazia concomitantemente o ensino médio e o pedagógico. La no pedagógico surgiu uma disciplina, um professor adoeceu, não pôde mais continuar com a disciplina e eu recebi o desafio de ficar com ela. Foi lá que eu me descobri enquanto pessoa, me sentia feliz, e com certeza lá foi o berço que me fez acreditar que a pedagogia, o magistério, que ser professor, valia a pena”, relata.  

Motivação sempre em alta

Os obstáculos que são inerentes ao magistério (especialmente nos anos iniciais da profissão e levando-se em conta um contexto social que não prioriza investimentos em educação) nunca o desanimaram, pelo contrário. Ao se deparar com o esforço dos seus alunos e sua própria vontade de fazer a diferença dentro das salas de aula, todos os momentos difíceis eram minimizados em detrimento dos ótimos resultados que eram (e são) obtidos: “A minha (maior) dificuldade, inicialmente, foi quando eu fui ministrar aula para algumas áreas que eram realmente mais desprotegidas sob o ponto de vista social. Por exemplo: eu já cheguei a ministrar aula em cursinhos gratuitos (voltado para pessoas que queriam fazer vestibular na época), e não havia, sequer, um quadro, eu tinha que me virar. Na verdade, faltava apoio, mas, tinha vontade de sobra e aí a gente superou”, recorda.

Confiança no trabalho

Dessa forma, poder constatar bem de perto o sucesso dos seus alunos e ex-alunos é algo que sempre reforça em seu coração a certeza de que ser professor foi uma das escolhas mais acertadas da sua vida: “O que me faz convencer de que o trabalho foi (e está) sendo bem realizado é ver que, hoje, em todas as repartições públicas (sejam de nível federal, estadual, ou municipal), há um aluno que já passou por mim e me agradece. Ou seja, é um caminho que deu certo e que vai sempre dar certo”, finaliza, otimista.