Blog - Atividades que melhoram o QI da sua família CEV Colégio

CEV Colégio

Blog

Atividades que melhoram o QI da sua família

Se você usou o Google para ter ideias sobre quais hobbies aprender durante a pandemia, você não está sozinho. Essa pesquisa disparou durante o período de isolamento, chegando a um aumento de 400%. Mas você sabia que ao praticar alguns desses novos hobbies sua família pode estar melhorando o quociente de inteligência (QI)? Pois é, um novo estudo divertido sugere isso e a gente te explica.

Um site dedicado a projetos e tutoriais no estilo ‘faça você mesmo’, pediu a mais de 4.500 voluntários em julho de 2020 que escolhessem um hobby para praticar durante a pandemia. Eles também foram convidados a fazer um teste de QI no 123Test.com antes de começar seu novo hobby, e seis meses depois, voltaram a repetir. E isso para ver qual das atividades seria capaz de melhorar a inteligência cerebral. As pontuações de QI medem a habilidade de raciocínio de uma pessoa e quão bem e rápido ela pode lembrar informações e resolver quebra-cabeças, e a média é de 100 pontos.

Adivinha o que ficou no topo da lista? Aprender um novo instrumento, que está associado a um aumento de 10 pontos no QI. Isso não é surpresa para Victor M. Fornari, psiquiatra do Hospital Zucker Hillside e do Centro Médico Infantil de Cohen, em Queens, Nova York. “Estudos demonstraram que aprender um instrumento musical aumenta o volume da massa cinzenta em várias regiões do cérebro. Também fortalece as conexões de longo alcance entre eles”, ele explica. Para você entender melhor, a massa cinzenta ajuda o cérebro a processar e liberar novas informações e até mesmo ajuda a controlar os movimentos, memória e emoções. Pesquisas mostraram que pessoas com mais massa cinzenta tendem a ter QIs mais altos.

“Pesquisas adicionais mostram que o treinamento musical pode melhorar a memória verbal, o raciocínio espacial e as habilidades de leitura“, acrescenta o Dr. Fornari. Se seu filho não for o próximo Mozart, não se preocupe, há outras maneiras divertidas de aumentar o QI, de acordo com este relatório. Em segundo lugar na lista de atividades de reforço cerebral estava o tricô (aumento de 9 pontos), seguido por exercícios físicos (aumento de 7 pontos), leitura (aumento de 7 pontos) e prática de meditação (aumento de 6 pontos). Um pouco mais abaixo na lista estava entrar em um grupo online de videogame (aumento de 5 pontos), o que prova ainda que você não precisa se culpar tanto caso o seu filho tenha aumentado o tempo de uso de tela durante a pandemia.

Mas, afinal, por que certas atividades podem ter um efeito forte para aumentar o QI? “O cérebro é um órgão que é estimulado por atividades”, explica o Dr. Fornari. “Cada uma das atividades listadas acima estimula diferentes regiões do cérebro. Eles ajudam ele a se desenvolver e amadurecer. E tenha em mente que o cérebro continua a amadurecer até meados dos 20 anos. É claro que escolher um ou dois novos hobbies pode aumentar o QI, mas os pais não devem se concentrar tanto nessa pontuação. Os testes de QI são um indicador da capacidade intelectual, e não geral”, acrescenta. Ou seja, ser inteligente é importante, mas tem outras coisas e áreas do cérebro que merece a nossa atenção também.

Portanto, em vez de colocar ênfase nessa pontuação, seria melhor se concentrar nos pontos fortes de seu filho e ajudá-lo nas áreas que ele tem sempre que possível. “As crianças aprendem de acordo com seu perfil de aprendizagem. Reconhecer isso pode ajudar a apoiar a educação da criança, bem como seu senso de autoestima“, diz Dr. Fornari.

Fonte: Site Pais e Filhos