Blog - Ansiedade nos jovens, como controlar? CEV Colégio

CEV Colégio

Blog

Ansiedade nos jovens, como controlar?

Quando pensamos nas nossas emoções, é importante saber que todas elas são importantes, inclusive a ansiedade. Ela é uma emoção natural e funciona como um estado de alerta ao que entendemos como uma “ameaça futura”. Quando a sentimos, o corpo se comporta como em uma situação de perigo eminente. Primeiramente, precisamos entender que sentir ansiedade não é algo ruim e como podemos diferenciar a saudável da não saudável. Em níveis saudáveis ela é bastante útil e funcional para o nosso organismo, nos faz traçar planos alternativos e nos cercar de cuidados para que tudo saia bem, mesmo diante do imprevisto. Ela funciona como uma espécie de “botão vermelho”, onde podemos ter uma reação positiva para agir e fazer a diferença para que as coisas mudem e com isso nos deixa espertos para buscar novas oportunidades.

Entretanto, a ansiedade não saudável pode trazer desconforto e sofrimento, além de prejudicar as atividades cotidianas e as relações interpessoais. Nessas situações é necessário reconhecê-la e saber qual resposta pode ser mais assertiva naquele momento. Aceitá-la é um truque eficaz para mantê-la sob controle e atenuar seus efeitos.

Vale lembrar que a ansiedade não saudável envolve sintomas físicos e psicológicos, como batimentos cardíacos acelerados, tensão muscular, náuseas, respiração ofegante, suor excessivo, dentre outros. Alguns exemplos de sintomas psicológicos são a irritabilidade, preocupação excessiva, insônia e dificuldade de concentração. Além disso, ela aumenta os hormônios do estresse, faz subir a pressão sanguínea e traz impacto no sistema imunológico.

Pode-se entender a ansiedade como uma escala, em que se encontram níveis saudáveis, que possuem uma funcionalidade, bem como níveis disfuncionais que vão trazer consequências negativas à vida dos jovens. Nesses casos é importante buscar estratégias que possam amenizar seus efeitos no dia-a-dia, garantindo uma melhor qualidade de vida.

Para que esse processo ocorra da melhor forma possível, é importante que os aprendentes comecem com pequenos passos, respeitando o seu tempo e os seus limites, bem como sendo gentil consigo mesmo, criando metas diárias possíveis de serem alcançadas.

Seguem algumas dicas para os adolescentes, que podem ajudar a controlar a ansiedade e ter uma vida mais saudável.

O primeiro passo é ter uma rotina, ela ajuda a manter o equilíbrio do nosso corpo. Planejar com antecedência, organizando os compromissos, pode reduzir a imprevisibilidade, além de ser possível acumular autoconfiança durante o dia quando esses compromissos são realizados. Busque inserir na sua rotina momentos prazerosos, de autocuidado, e tente dormir a quantidade necessária para repor as energias do corpo e ter um dia mais produtivo.

Viva o momento presente, muitos jovens acabam pensando muito no passado e no futuro, e acabam deixando de viver o aqui e agora. O tempo presente, esse sim, pode ser vivenciado. Dê atenção ao que você faz hoje, no momento. Realizar uma atividade pensando em outra, além de prejudicar a tarefa atual, tende a trazer sensações de ansiedade e estresse. 

Pratique atividades físicas, a realização de atividades físicas, além de melhorar o condicionamento físico, ajuda também a lidar com estados de estresse e ansiedade, porque eleva a produção de serotonina e outras substâncias que aumentam a sensação de prazer.

Aprenda a realizar técnicas de relaxamento, elas ajudam a controlar sentimentos ansiosos. Essas técnicas podem ser feitas de diferentes maneiras, mas temos de lembrar que não existe uma maneira única de controlar esses sentimentos; métodos diferentes serão úteis em momentos diferentes; é importante descobrir o que funciona para você.

Uma outra maneira de relaxar pode ser descobrir outra coisa para pensar e fazer. Em vez de ficar ouvindo seus pensamentos negativos ou de se concentrar nos seus sentimentos de ansiedade, tente fazer alguma outra coisa. Algumas pessoas descobrem que podem desligar esses pensamentos e sentimentos envolvendo-se em alguma atividade e dedicando-se totalmente a ela.

A mente pode ser o nosso pior inimigo quando estamos ansiosos. Ter uma rede de apoio em que você pode conversar sobre suas preocupações mais profundas e desabafar evita que a ansiedade consuma sua vida. Converse com amigos confiáveis com os quais você possa se abrir; eles serão um ouvido atento e darão apoio em momentos necessários. Encontrar a estratégia certa que funciona para você controlar sua ansiedade é importante. Um terapeuta pode ser um ótimo aliado para procurar, se você acredita que precisa de ajuda para encontrar as estratégias certas. 

O ambiente familiar é de fundamental importância, este deverá ser um ambiente seguro, em que os pais possam lidar de modo adequado com os problemas do dia-a-dia, e acolher as dificuldades do seu filho, mostrando e ensinando como ele deve lidar com a adversidade. Isso irá atenuar e permitir que o seu filho trabalhe melhor a ansiedade.

 

Artigo feito pela psicóloga CEV Lígia Dantas.