Blog - Sisu 2018: entenda o que são os “graus” na pesquisa por vaga. CEV Vestibulares

CEV Vestibulares

Blog

Sisu 2018: entenda o que são os “graus” na pesquisa por vaga.

Saber as diferenças entre bacharelado, licenciatura e tecnológico ajuda na escolha

Enquanto aguarda o início das inscrições para o Sisu – que começam em 29 de janeiro – você pode consultar as vagas que serão disponibilizadas por curso, instituição e município. Desta maneira, você já vai conhecendo as opções e planejando as suas escolhas. Cada candidato define, por ordem de preferência, até duas opções entre as ofertadas pelas instituições participantes do programa

(Reprodução: MEC/Guia do Estudante)

Esse grau diz respeito à titulação do curso, que define o tipo de diploma e a formação que você terá, além da maneira como vai atuar no mercado de trabalho. Saiba o que significa cada uma das opções:

 

BACHARELADO

É o tipo de curso mais tradicional de graduação. Corresponde a cerca de 60% de todos os cursos oferecidos no país. Concede uma formação abrangente, na qual você vai receber boa base teórica e científica e, ao final do curso, pode atuar nos diversos setores do mercado de trabalho – agropecuária, indústria, comércio e serviços.

Ideal para quem quer seguir carreira no mercado de trabalho, atuando em empresas ou por conta própria, como administrador, advogado, engenheiro, médico, jornalista, publicitário etc.

Duração: De quatro a cinco anos.

Documento de conclusão: Diploma de bacharel.

 

LICENCIATURA

É o curso para formação de professores. Para dar aulas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e no Ensino Médio é preciso cursar licenciatura em um campo específico do conhecimento, como História, Geografia e Matemática. Já para atuar na Educação Infantil e nas cinco primeiras séries do Ensino Fundamental é indicado fazer o curso de Pedagogia. As licenciaturas correspondem a cerca de 20% de todos os cursos de graduação.

Ideal para quem pretende lecionar no Ensino Fundamental ou Médio.

Duração: Quatro anos.

Documento de conclusão: Diploma de licenciado.

  

TECNOLÓGICO (OU CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA)

Curso com foco na prática, de duração mais curta do que o bacharelado. Ao contrário dos bacharelados, que oferecem formação ampla e generalista (como o curso de Administração), os tecnológicos formam o aluno para o exercício de atividades específicas (Gestão de Recursos Humanos e Gestão Hospitalar, por exemplo). Os tecnológicos correspondem a cerca de 20% de todos os cursos de graduação.

Ideal para quem procura uma formação mais técnica, em nível superior, que permita inserção rápida no mercado. Atenção: as funções do tecnólogo são mais limitadas se comparadas com as do bacharel na mesma área.

Duração: De dois a três anos.

Documento de conclusão: Diploma de tecnólogo.

 

ÁREA BÁSICA DE INGRESSO (ABI)

Não se trata exatamente da titulação, mas refere-se a um tipo de curso (generalista) que, após a conclusão de um conjunto básico de disciplinas (denominado muitas vezes de “ciclo básico”), você escolhe entre duas ou mais formações. Por exemplo, você ingressa em Letras e só depois opta pela habilitação (Português, Inglês, Espanhol etc). Ou entra em Engenharia e depois escolhe a formação (Mecânica, Civil etc).

Esse grau diz respeito à titulação do curso, que define o tipo de diploma e a formação que você terá, além da maneira como vai atuar no mercado de trabalho. Saiba o que significa cada uma das opções:

 

BACHARELADO

É o tipo de curso mais tradicional de graduação. Corresponde a cerca de 60% de todos os cursos oferecidos no país. Concede uma formação abrangente, na qual você vai receber boa base teórica e científica e, ao final do curso, pode atuar nos diversos setores do mercado de trabalho – agropecuária, indústria, comércio e serviços.

Ideal para quem quer seguir carreira no mercado de trabalho, atuando em empresas ou por conta própria, como administrador, advogado, engenheiro, médico, jornalista, publicitário etc.

 

Duração: De quatro a cinco anos.

Documento de conclusão: Diploma de bacharel.

 

LICENCIATURA

É o curso para formação de professores. Para dar aulas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e no Ensino Médio é preciso cursar licenciatura em um campo específico do conhecimento, como História, Geografia e Matemática. Já para atuar na Educação Infantil e nas cinco primeiras séries do Ensino Fundamental é indicado fazer o curso de Pedagogia. As licenciaturas correspondem a cerca de 20% de todos os cursos de graduação.

Ideal para quem pretende lecionar no Ensino Fundamental ou Médio.

Duração: Quatro anos.

Documento de conclusão: Diploma de licenciado.

 

TECNOLÓGICO (OU CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA)

Curso com foco na prática, de duração mais curta do que o bacharelado. Ao contrário dos bacharelados, que oferecem formação ampla e generalista (como o curso de Administração), os tecnológicos formam o aluno para o exercício de atividades específicas (Gestão de Recursos Humanos e Gestão Hospitalar, por exemplo). Os tecnológicos correspondem a cerca de 20% de todos os cursos de graduação.

Ideal para quem procura uma formação mais técnica, em nível superior, que permita inserção rápida no mercado. Atenção: as funções do tecnólogo são mais limitadas se comparadas com as do bacharel na mesma área.

Duração: De dois a três anos.

Documento de conclusão: Diploma de tecnólogo.

 

ÁREA BÁSICA DE INGRESSO (ABI)

Não se trata exatamente da titulação, mas refere-se a um tipo de curso (generalista) que, após a conclusão de um conjunto básico de disciplinas (denominado muitas vezes de “ciclo básico”), você escolhe entre duas ou mais formações. Por exemplo, você ingressa em Letras e só depois opta pela habilitação (Português, Inglês, Espanhol etc). Ou entra em Engenharia e depois escolhe a formação (Mecânica, Civil etc).

FONTE: Guia do Estudante