CEV Vestibulares

Blog

Dicas Enem CEV – História do Brasil

Olá GALERA CEV! Continuamos “de olho na prova Enem”.

Relativo à prova de Ciências Humanas, hoje faremos algumas dicas referentes à História do Brasil, para que você fique ainda mais preparado e não encontre nenhuma surpresa em algum item da prova. Então vamos lá!

A prova Enem inovou bastante referente às questões de História do Brasil: deixou em segundo plano as questões com ênfase positivistas, que enfocavam os aspectos político e econômico da História Tupiniquim e priorizou as TEMÁTICAS SOCIAIS e CULTURAIS, indicando um namoro mais apegado com outras as áreas das Ciências Humanas: Sociologia, Filosofia e Geografia Humana. Com isso, essa versão do “Novo-Enem” (pós-2009) tem levado o alunado a estudar não apenas os conteúdos tradicionais, mas também estabelecer pontes com literatura, arte, fotografia e pintura, sociologia e filosofia.

Tomando como estatística as provas passadas, percebe-se a importância dada à formação da sociedade brasileira, destacando o processo de miscigenação e a característica pluricultural do nosso povo. Aí cabe uma dica: assistir os vídeos referentes à obra do antropólogo Darcy Ribeiro, O Povo Brasileiro. Certamente vale a pena! Como complemento à temática multicultural do povo brasileiro, veja as culturas indígena, negra e os contribuintes imigrantes. Procure perceber a forma de inserção (e exclusão) de negros, índios e imigrantes na sociedade brasileira. Essas questões culturais tem tido bastante relevância para os elaboradores da prova.

Referente à Pré-História brasileira, vale a pena revisar as teorias sobre o povoamento das Américas e a importância das descobertas arqueológicas (Serra da Capivara – PI) realizadas pela equipe da arqueóloga Niède Guidon. Já tivemos duas questões sobre essa temática! Aproveite ainda para revisar sobre Patrimônio Cultural, Cultura material e imaterial, e ver a importância dos saberes, das práticas e dos conhecimentos que são passados de geração em geração. Exemplos de patrimônio imaterial são mais cobrados que cultura material. Aprenda a analisar e fazer “a leitura” de imagens: elas tem sido muito cobradas em questões.

Voltando-se para os conteúdos tradicionais, referente ao Período Colonial brasileiro, foque os estudos nos aspectos:

  • Econômico: açúcar e mineração, e a integração ao contexto europeu.
  • Da vida social na Colônia: ruralismo, patriarcalismo, escravismo e a dicotomia casa grande-senzala.
  • Geográfico: a dilatação da América portuguesa com o processo de interiorização.
  • Político: as esferas de poder (câmaras municipais, capitanias e governo geral) e as revoltas separatistas.

No tocante ao período Imperial, há um volume maior de questões já cobradas nos exames Enem. O abolicionismo e a inserção do negro à sociedade, a cultura afro, a imigração e a modernização nas áreas cafeeiras tem sido temas constantes. Por isso, em relação à Fase Imperial brasileira, para se dar bem, procure focar nos temas:

  • Formação do Estado Nacional e funcionamento do Estado Imperial.
  • A Constituição Imperial (1824): poderes existentes, relação com a Igreja, cidadania no Império.
  • Análise das revoltas ocorridas no Império: revoltas de caráter político (republicano-separatistas) e revoltas de cunho social.
  • Segundo Reinado: a consolidação do Estado Nacional, o Romantismo e o Nacionalismo, a economia cafeeira e as transformações no Império, a imigração e a crise do escravismo.
  • A crise do Império, o republicanismo e os interesses da elite cafeeira.

Entretanto, a maior cobrança em questões de História do Brasil concentra-se no Período Republicano (1889-2017). Por isso, estude, faça resumos, resolva questões e aprimore seus conhecimentos sobre essa fase da nossa história. Aqui, há uma relevância maior nos movimentos sociais e na luta por direitos (toda prova Enem teve questão de Movimento Social e luta por direitos: Vacina, Canudos, Contestado, Ligas Camponesas, Diretas Já, Caras Pintadas etc.) e na ação do Estado. Era Vargas, como se sabe, é carta marcada no Enem: só foi cobrado em TODOS os exames. Além da Era Vargas, veja as transformações ocorridas no Brasil ao longo da República Populista e procure relacionar a Ditadura Militar no Brasil com outras na América Latina.

Então, concentrando seus estudos na fase republicana, foque nos seguintes aspectos:

  • Política: Estrutura e conchavos políticos na República Velha.
  • Movimentos Sociais: Contestado, Cangaço, Canudos, Greves Operárias.
  • Economia na República Velha: a valorização do café, o boom da borracha.
  • Era Vargas: semelhanças com os regimes fascistas, o intervencionismo estatal, os direitos sociais, a radicalização política, o autoritarismo do Estado Novo. A propaganda oficial.
  • Importância dos conflitos e participação do Brasil nas Guerras Mundiais.
  • República Liberal: Urbanização, industrialização e populismo.
  • Ditadura Militar: autoritarismo, cerceamento de direitos, censura, repressão e o “milagre”.
  • Contexto de reabertura política: as lutas, as guerrilhas, a sociedade civil, a crise do “milagre”, Diretas Já!.
  • Redemocratização: cidadania e direitos sociais garantidos pela Constituição de 1988.

Além dessas temáticas citadas, é importante ficar atento para os acontecimentos que ocorrem no Brasil e no mundo e suas mútuas inter-relações e influencias. Focado nessas dicas, estudando e resolvendo exercícios, o resultado é certo: CEV É CEV! É correr para o abraço e pedir a Marcha do Vestibular de Pinduca ... Alô papai, Alô mamãe! Põe a vitrola pra tocar!

O artigo foi escrito pelo professor Flávio Coelho. Formado em História pela Universidade Estadual do Piauí, Flávio ministra aulas nas unidades do CEV Colégio e também na rede pública de educação.