CEV Concursos

Blog

Raciocínio lógico: como se preparar para esse tipo de prova

Cada vez mais frequentes em provas de concursos, as questões que envolvem o raciocínio lógico costumam ser bastante temidas pelos candidatos. Porém, elas podem ser resolvidas com facilidade quando o concurseiro se prepara da maneira adequada. 

Dada essa informação, você deve estar se perguntando qual a melhor maneira de estudar para esse tipo de prova, não é mesmo? Saiba que existe uma série de dicas para que seja possível dominar e desenvolver essas questões sem medo ou dificuldade.

Quer saber quais são nossas sugestões? Continue a leitura deste artigo! 

O que é um teste de raciocínio lógico?

Antes de começarmos, é importante que o candidato entenda muito bem o conceito de raciocínio lógico. Trata-se de uma maneira de pensar, que nos ajuda a resolver algum problema ou chegar a uma conclusão sobre determinado assunto. 

Dessa forma, os testes de lógica são aqueles nos quais as questões exigem que o concurseiro faça uma análise de seus próprios raciocínios, buscando por um caminho rápido e eficiente para chegar a um resultado. 

O que se busca atestar sobre o candidato? 

O principal objetivo dos testes de raciocínio lógico é identificar aqueles candidatos que saibam estruturar bem as suas ideias e o seu raciocínio em tempo rápido. Tal competência é, nos dias de hoje, um grande diferencial no ambiente frenético das organizações.

Além disso, é necessário ressaltar que, nesse quesito, os concurseiros da área de exatas não necessariamente estão em vantagem em relação aos da área de humanas, biológicas e outras. Isso porque, além das habilidades matemáticas, as questões de raciocínio lógico buscam avaliar as habilidades cognitivas do candidato. 

Isso quer dizer que não está em jogo apenas a capacidade de fazer cálculos e contas de cabeça, mas também a de interpretação de texto e dedução. Sendo assim, não se deixe desestabilizar caso tenha dificuldade com os números.

Com o devido preparo, qualquer concurseiro dedicado conseguirá desenvolver o seu raciocínio e chegar a uma conclusão de maneira rápida nas questões do tipo. 

Como se sair bem em uma prova do tipo?

1. Treine por meio da resolução de exercícios

Assim como ocorre em outras disciplinas, a prática é a grande aliada para quem quer se dar bem em uma questão de raciocínio lógico. Portanto, dedique parte de sua rotina de estudos à resolução de listas de exercícios, provas e simulados online. 

Lembre-se também de que, quanto mais você treinar essa matéria, melhor será a sua capacidade de aprendizado — inclusive nas outras áreas de conhecimento. Sendo assim, pratique sempre o máximo possível!

2. Mantenha uma rotina de estudos frequente

A frequência do estudo é um fator fundamental para que o aprendizado e a fixação dos conteúdos aconteçam de forma proveitosa. De nada adiantará estudar raciocínio lógico todos os dias por uma semana, por exemplo, e depois ficar semanas ou até mesmo meses sem revisar a matéria.

Manter uma rotina de estudos organizada fará com que você treine e reveja todos os conteúdos de maneira regular e assídua. Caso contrário, o risco de esquecer tudo aquilo que aprendeu é bastante alto. 

Sendo assim, gerencie o seu tempo e escolha sempre o método ideal para você. É comum que alguns concurseiros afirmem possuir maior dificuldade para aprender com um determinado livro ou professor, afinal é mais do que natural nos identificarmos mais com certos métodos de estudos ou com algumas pessoas. 

Dessa forma, uma dica interessante é procurar ter acesso ao maior número de bibliografias possíveis. Leia apostilas de autores diferentes, assista a aulas de professores distintos e, assim, veja quais são os materiais e as técnicas de estudo mais compreensíveis para que você treine o seu raciocínio lógico. 

3. Entenda a resolução de questões anteriores 

Além de treinar por meio das listas de exercícios, uma sugestão válida e bastante eficaz é analisar a resolução das questões anteriores de lógica. Isso fará com que você entenda de maneira clara o raciocínio empregado para que se chegasse à resposta correta. 

Dessa forma, tais exercícios podem servir como uma espécie de "espelho”, para que, com as devidas adaptações, você consiga resolver as questões exigidas na hora da prova. Abaixo, compreenda a resolução de um problema de lógica: 

Alexandre e Bruno possuem cartões de crédito de bancos diferentes. O banco de Alexandre dá descontos de 25% na compra de ingressos de cinema em um shopping. Já o de Bruno oferece um desconto de 30% na compra de ingressos do mesmo cinema. O preço do ingresso de cinema sem descontos é de 10 reais. 

Em um encontro de amigos, Alexandre compra 4 e Bruno compra 5 ingressos de cinema no shopping, sendo que ambos utilizam os descontos que oferecem os respectivos bancos em que possuem cartões de crédito. Quanto Bruno gasta a mais do que Alexandre na compra de ingressos? 

Resolução: sabe-se que o banco de Alexandre dá descontos de 25% e o de Bruno, 30%. 

  • ingresso a 10 reais, sem desconto → com desconto, Alexandre paga 7,50 reais e Bruno, 7 reais;
  • Alexandre compra 4 ingressos → 7,50 x 4 = 30 reais;
  • Bruno compra 5 ingressos → 7 x 5 = 35 reais. 

Sendo assim, Bruno gasta 5 reais a mais na compra de ingressos. 

4. Invista em materiais didáticos de qualidade 

Trata-se de uma dica que vale para todas as disciplinas de qualquer prova ou concurso que você pretenda prestar. Ter em mãos um material completo, de qualidade, feito por professores renomados e que possua exercícios comentados — além da parte teórica — é, certamente, de grande valor para uma aprendizagem efetiva. 

Além disso, como já mencionamos, a parte das questões resolvidas e comentadas é fundamental para que você compreenda o caminho utilizado na resolução, solucione possíveis dúvidas e saiba se está raciocinando de maneira correta.

Agora que você já tem em mãos as melhores dicas para se sair bem nas questões de raciocínio lógico, não deixe de aplicá-las em seus estudos. Dessa maneira, aliado ao foco e à dedicação, temos certeza de que você se sairá bem em todos os exames que prestar!

E então? Gostou do artigo de hoje? Para ficar sempre por dentro de novidades e conteúdos exclusivos sobre o mundo dos concurseiros, assine agora mesmo a nossa newsletter!

Cada vez mais frequentes em provas de concursos, as questões que envolvem o raciocínio lógico costumam ser bastante temidas pelos candidatos. Porém, elas podem ser resolvidas com facilidade quando o concurseiro se prepara da maneira adequada. 

Dada essa informação, você deve estar se perguntando qual a melhor maneira de estudar para esse tipo de prova, não é mesmo? Saiba que existe uma série de dicas para que seja possível dominar e desenvolver essas questões sem medo ou dificuldade.

Quer saber quais são nossas sugestões? Continue a leitura deste artigo! 

O que é um teste de raciocínio lógico?

Antes de começarmos, é importante que o candidato entenda muito bem o conceito de raciocínio lógico. Trata-se de uma maneira de pensar, que nos ajuda a resolver algum problema ou chegar a uma conclusão sobre determinado assunto. 

Dessa forma, os testes de lógica são aqueles nos quais as questões exigem que o concurseiro faça uma análise de seus próprios raciocínios, buscando por um caminho rápido e eficiente para chegar a um resultado. 

O que se busca atestar sobre o candidato? 

O principal objetivo dos testes de raciocínio lógico é identificar aqueles candidatos que saibam estruturar bem as suas ideias e o seu raciocínio em tempo rápido. Tal competência é, nos dias de hoje, um grande diferencial no ambiente frenético das organizações.

Além disso, é necessário ressaltar que, nesse quesito, os concurseiros da área de exatas não necessariamente estão em vantagem em relação aos da área de humanas, biológicas e outras. Isso porque, além das habilidades matemáticas, as questões de raciocínio lógico buscam avaliar as habilidades cognitivas do candidato. 

Isso quer dizer que não está em jogo apenas a capacidade de fazer cálculos e contas de cabeça, mas também a de interpretação de texto e dedução. Sendo assim, não se deixe desestabilizar caso tenha dificuldade com os números.

Com o devido preparo, qualquer concurseiro dedicado conseguirá desenvolver o seu raciocínio e chegar a uma conclusão de maneira rápida nas questões do tipo. 

Como se sair bem em uma prova do tipo?

1. Treine por meio da resolução de exercícios

Assim como ocorre em outras disciplinas, a prática é a grande aliada para quem quer se dar bem em uma questão de raciocínio lógico. Portanto, dedique parte de sua rotina de estudos à resolução de listas de exercícios, provas e simulados online. 

Lembre-se também de que, quanto mais você treinar essa matéria, melhor será a sua capacidade de aprendizado — inclusive nas outras áreas de conhecimento. Sendo assim, pratique sempre o máximo possível!

2. Mantenha uma rotina de estudos frequente

A frequência do estudo é um fator fundamental para que o aprendizado e a fixação dos conteúdos aconteçam de forma proveitosa. De nada adiantará estudar raciocínio lógico todos os dias por uma semana, por exemplo, e depois ficar semanas ou até mesmo meses sem revisar a matéria.

Manter uma rotina de estudos organizada fará com que você treine e reveja todos os conteúdos de maneira regular e assídua. Caso contrário, o risco de esquecer tudo aquilo que aprendeu é bastante alto. 

Sendo assim, gerencie o seu tempo e escolha sempre o método ideal para você. É comum que alguns concurseiros afirmem possuir maior dificuldade para aprender com um determinado livro ou professor, afinal é mais do que natural nos identificarmos mais com certos métodos de estudos ou com algumas pessoas. 

Dessa forma, uma dica interessante é procurar ter acesso ao maior número de bibliografias possíveis. Leia apostilas de autores diferentes, assista a aulas de professores distintos e, assim, veja quais são os materiais e as técnicas de estudo mais compreensíveis para que você treine o seu raciocínio lógico. 

3. Entenda a resolução de questões anteriores 

Além de treinar por meio das listas de exercícios, uma sugestão válida e bastante eficaz é analisar a resolução das questões anteriores de lógica. Isso fará com que você entenda de maneira clara o raciocínio empregado para que se chegasse à resposta correta. 

Dessa forma, tais exercícios podem servir como uma espécie de "espelho”, para que, com as devidas adaptações, você consiga resolver as questões exigidas na hora da prova. Abaixo, compreenda a resolução de um problema de lógica: 

Alexandre e Bruno possuem cartões de crédito de bancos diferentes. O banco de Alexandre dá descontos de 25% na compra de ingressos de cinema em um shopping. Já o de Bruno oferece um desconto de 30% na compra de ingressos do mesmo cinema. O preço do ingresso de cinema sem descontos é de 10 reais. 

Em um encontro de amigos, Alexandre compra 4 e Bruno compra 5 ingressos de cinema no shopping, sendo que ambos utilizam os descontos que oferecem os respectivos bancos em que possuem cartões de crédito. Quanto Bruno gasta a mais do que Alexandre na compra de ingressos? 

Resolução: sabe-se que o banco de Alexandre dá descontos de 25% e o de Bruno, 30%. 

  • ingresso a 10 reais, sem desconto → com desconto, Alexandre paga 7,50 reais e Bruno, 7 reais;
  • Alexandre compra 4 ingressos → 7,50 x 4 = 30 reais;
  • Bruno compra 5 ingressos → 7 x 5 = 35 reais. 

Sendo assim, Bruno gasta 5 reais a mais na compra de ingressos. 

4. Invista em materiais didáticos de qualidade 

Trata-se de uma dica que vale para todas as disciplinas de qualquer prova ou concurso que você pretenda prestar. Ter em mãos um material completo, de qualidade, feito por professores renomados e que possua exercícios comentados — além da parte teórica — é, certamente, de grande valor para uma aprendizagem efetiva. 

Além disso, como já mencionamos, a parte das questões resolvidas e comentadas é fundamental para que você compreenda o caminho utilizado na resolução, solucione possíveis dúvidas e saiba se está raciocinando de maneira correta.

Agora que você já tem em mãos as melhores dicas para se sair bem nas questões de raciocínio lógico, não deixe de aplicá-las em seus estudos. Dessa maneira, aliado ao foco e à dedicação, temos certeza de que você se sairá bem em todos os exames que prestar!

E então? Gostou do artigo de hoje? Para ficar sempre por dentro de novidades e conteúdos exclusivos sobre o mundo dos concurseiros, assine agora mesmo a nossa newsletter!