CEV Concursos

Blog

Meu primeiro concurso: 10 dicas que você precisa conhecer

Seguir a carreira pública é o grande sonho dos concurseiros, principalmente por ela possibilitar a estabilidade financeira e o desenvolvimento profissional. Devido a esse fato, muita gente tem buscado essa alternativa e vai encarar o famoso "meu primeiro concurso".

Se você se encontra nesse grupo, quer tornar essa primeira experiência inesquecível e garantir a vaga tão sonhada, é preciso se preparar! Quer saber como fazer isso? Nós separamos 10 dicas para quem está às vésperas do seu primeiro concurso. Confira!

1. Comece pelos editais antigos 

Palavra na ponta da língua de todos os concurseiros do Brasil, o edital é o instrumento de comunicação oficial dos concursos públicos. Nele, se concentram as regras da prova para a qual você está se preparando. Por isso, estudá-lo é crucial para que o exame seja um velho conhecido quando você se deparar com ele.

Editais costumam sair com até 90 dias de antecedência da prova. No entanto, sempre pesquise por editais antigos, que concentram diversas informações úteis, como o número de questões e a quantidade por matéria, o tempo de prova, o material permitido etc. Conhecendo o edital, você consegue criar um efetivo plano de estudos!

2. Monte um plano de estudos 

Informação é poder para os concurseiros! Então, debutantes ansiosos pelo primeiro concurso devem criar um plano de estudos a partir do que foi analisado do edital. Esse cronograma deve ser respeitado, durante os estudos, e conter tópicos definidos, como:

  • quais assuntos serão estudados;
  • quanto tempo será dedicado a cada disciplina;
  • a disponibilidade diária para estudar;
  • o material a ser utilizado em cada dia.

Com o plano de estudo em mãos, criar uma rotina dedicada à leitura fica muito mais fácil, permitindo que você se prepare com folga e organização.

3. Controle a ansiedade

Muitas vezes, a ansiedade é a grande vilã dos estudos. Você sabe como controlar a sua? Estudar com frequência e consistência é o verdadeiro trunfo para que você esteja psicologicamente confiante. Mas é preciso equilibrar a própria vida para que o dia a dia não seja pautado pela pressão em se dar bem nas provas.

Por isso, da mesma forma que você criou horários para estudar, dedique um cronograma ao seu repouso. Vale incluir intervalos entre uma hora de estudo e outra, uma alimentação regrada, noites de sono revigorantes e até algumas horinhas de lazer para aproveitar com os amigos.

4. Recapitule o que foi estudado 

Pegue as anotações feitas nas aulas preparatórias e reescreva-as, e anote à mão o que foi estudado em casa. Aí, releia tudo em voz alta, após os estudos do dia. O hábito de criar anotações é uma das formas mais eficientes de compreender, de fato, o que é lido e ouvido. Além de ser um diferencial e tanto para treinar a sua redação.

Faça um fichamento das dúvidas e realize os exercícios. Eles são ótimos complementos para substituir a memorização pela compreensão das disciplinas.

5. Faça simulados 

Na internet, existem inúmeras provas antigas de concursos públicos. Se você quer conhecê-las a fundo, dedique um tempinho semanal, no seu plano de estudos, à realização delas. Com o tempo, você passa a identificar os pontos mais exigidos pela banca, da mesma maneira que treina seus conhecimentos nas disciplinas e conteúdos abordados.

Além disso, serve como uma boa tarefa para simular o dia da prova, cronometrando o tempo de realização e o tempo gasto em cada questão. E é uma boa oportunidade para levantar possíveis dúvidas e, assim, esclarecê-las.

6. Invista em um material de qualidade 

Investir em uma bibliografia de qualidade é uma dica relevante para o primeiro concurso e para todos os outros exames que você deseje um dia prestar. Isso porque utilizar materiais completos em sua rotina de estudos afeta diretamente a efetividade do aprendizado. 

Sendo assim, opte por aqueles livros, guias e apostilas elaborados por professores renomados e que, preferencialmente, possuam listas de exercícios resolvidos e comentados. Dessa forma, ficará mais fácil compreender qual o caminho e o raciocínio utilizados na resolução de cada questão, entendendo de maneira eficaz o conteúdo apresentado e sanando, também, possíveis dúvidas. 

No entanto, saiba investir. Não é necessário e muito menos ideal comprar toda aquela parafernália disponível no mercado de concursos. Você não deve adquirir um material por ser barato, mas, sim, por ser explicativo, atualizado e, como já mencionamos, de qualidade. Peça, se possível, a opinião de amigos e professores quanto à bibliografia que deseja adquirir, afinal, material não é custo, mas investimento! 

7. Fuja das distrações 

Em uma preparação para o primeiro concurso, todo minuto dedicado aos estudos é valioso. Sendo assim, quando chegar a hora de estudar, não se deixe cair em tentação e, de maneira alguma, se entregue às distrações. Fuja dos smartphones, tablets, televisões e tudo aquilo que poderá prender a sua atenção e te fazer deixar de lado seus livros e anotações.

Todavia, lembre-se de que fazer pausas e aproveitar os momentos de descanso é também algo fundamental e que afeta diretamente o bem-estar, o rendimento e o aproveitamento do concurseiro. Sendo assim, aproveite o seu tempo livre para relaxar — mas de maneira adequada.

Ir a baladas e chegar em casa de madrugada pode fazer com que você acabe perdendo boa parte do dia seguinte que, originalmente, seria dedicada ao seu plano de estudos. Prefira, assim, atividades leves e que te permitam descansar sem comprometer a sua rotina.

8. Desenvolva técnicas de estudo 

Não é segredo nenhum que quem deseja passar em uma prova de concurso precisa de foco, dedicação, disciplina e muito estudo. Como já mencionamos, é também fundamental que o candidato elabore e siga um plano de estudos bem estruturado e baseado no edital do exame. 

Para te ajudar a fixar e memorizar os conteúdos necessários de maneira eficiente, é possível contar com algumas técnicas de estudo — como o mapa mental, por exemplo. Trata-se de uma espécie de diagrama, elaborado para representar ideias ou conceitos relacionados a uma ideia ou palavra-chave central. 

Além disso, ao se fazer um mapa mental, você combinará desenho e escrita, de maneira a permitir que o seu cérebro assimile e armazene informações de maneira eficiente. Outras técnicas interessantes de estudo incluem: 

Assistir a vídeos e filmes sobre o assunto de estudo

Apesar de parecer algo corriqueiro, assistir vídeos sobre o assunto que você está estudando é uma técnica bastante eficaz. Sendo assim, pesquise na internet por videoaulas, vídeos de youtubers e até mesmo filmes, que fortalecerão o conteúdo de maneira simples e descontraída. 

Organizar as anotações

Reserve páginas para cada disciplina que estiver estudando e procure, também, pensar em formatos diferentes para organizar o conteúdo a ser escrito, como diagramas, desenhos ou até mesmo quadrinhos. 

Fazer associações

Aqui, estamos falando inclusive das associações que soam absurdas ou até mesmo engraçadas, mas que te ajudarão a fixar o conteúdo. Sendo assim, utilize a criatividade para relacionar ideias e palavras, a fim de memorizá-las. 

Utilizar a mnemônica 

Você provavelmente já conhece essa última técnica, uma vez que os mnemônicos são utilizados com frequência nas matérias de matemática, física e química. Trata-se daquelas musiquinhas ou frases de efeito feitas para que o estudante decore o conteúdo. Utilize-a com cuidado, no entanto, para não acabar fazendo confusão. 

9. Treine a redação 

A redação é, sem sombra de dúvidas, parte importantíssima de uma prova de concurso. Dessa maneira, para se sair bem nesse quesito, aposte na prática e no aprimoramento da escrita. 

Aqui, a dica é escrever pelo menos uma redação por dia, levando em consideração a estrutura ideal para esse tipo de texto — geralmente, os exames e concursos costumam cobrar um texto dissertativo argumentativo, composto por uma introdução, desenvolvimento do tema e conclusão.

Sempre que possível, procure também alguém para avaliar os seus textos quanto à coerência e coesão, seja um professor, amigo ou até mesmo familiares. Não crie o hábito de escrever somente para si mesmo, pois isso acabará atrapalhando.

Por fim, mantenha-se sempre em contato com os fatos da atualidade, uma vez que eles são temas recorrentes nas redações de concurso. Assim, antes de escrever a sua redação diária, procure saber quais as notícias do dia nos principais portais e veículos de comunicação. 

10. Matricule-se em um curso preparatório 

Por fim, ao se matricular em uma escola preparatória especializada em concursos públicos, você certamente receberá toda a instrução, assistência e conhecimentos necessários para se dar bem em todos os exames que for prestar. Sendo assim, procure por uma instituição de qualidade, boa reputação e que ofereça cursos que atendam às as suas expectativas. 

CEV Concursos, por exemplo, está desde 2008 no mercado e conta com uma equipe multidisciplinar de professores especializados e com amplo conhecimento técnico sobre as principais bancas elaboradoras de provas, além de proporcionar suporte individualizado ao concurseiro. 

O primeiro concurso é, definitivamente, algo difícil de esquecer e capaz de tirar o sono de vários candidatos. No entanto, para tornar esse evento memorável e livre de complicações, não deixe de colocar em prática as dicas do post! 

Se você gostou do artigo de hoje e quer continuar por dentro de conteúdos relevantes para o mundo dos concurseiros, assine agora mesmo a nossa newsletter!