CEV Concursos

Blog

Conheça: André Carvalho

Ele é um jovem que entende tudo de concursos públicos. Apesar da pouca idade, já foi técnico do TJ (2010-2013), Analista Judiciário (2014) e desde 2015 é Auditor de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, além de desempenhar suas funções junto à advocacia. É formado em Direito pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e está concluindo seu mestrado em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). Nas horas de folga curte fazer academia e jogar futebol. Em sala de aula é um cara tranquilo, que sempre busca ajudar seus alunos com assuntos e dicas que vão até além daqueles referentes à disciplina que está sob seu resguardo. Esse é André Carvalho, professor de Direito Processual Penal do CEV Concursos.

André é um colecionador de aprovações. E os exemplos que vem de dentro da sua casa parecem lhe ter servido de grande inspiração: “Meus pais são servidores públicos e sempre me estimularam a estudar para concurso, carreira para a qual despertei muito cedo. Desde os 15 anos já sabia que queria prestar concursos públicos”, diz. Nesse sentido, diante de tanto foco e determinação, os resultados não poderiam mesmo ser diferentes: “Eu estudo para concursos desde os 17 anos, quando obtive minha primeira aprovação em um concurso de nível fundamental do Governo do Estado. Após, fui aprovado em 9ª lugar para Técnico Judiciário do Tribunal de Justiça do Piauí, aos 19 anos, no concurso de 2009. Em 2010 fui aprovado no concurso de Técnico Judiciário do TRT da 22ª região. Em 2013, aos 23 anos, fui aprovado em 6º lugar no concurso de Analista judiciário do TRT da 8ª Região e também aprovado para Analista Judiciário do TRT da 18ª Região. Em 2014 fui aprovado em 1ª lugar no concurso de Delegado de Polícia Civil do Estado do Piauí, em 9ª lugar para Auditor do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, cargo que atualmente exerço, e aprovado no primeiro exame de ordem que prestei, com nota 72 de 80 na primeira fase”, relata.

Nesse caminho, marcado por tanto sucesso, André passou a se realizar também como professor. A ideia de compartilhar conhecimentos e ajudar as pessoas nas realizações dos seus próprios sonhos se tornou, assim, uma importante fonte de satisfação pessoal e profissional: “Ser professor significa ajudar colegas a encurtar o caminho até a aprovação, repassando o conhecimento acumulado e as dicas de estudo que me ajudaram até aqui. A maior recompensa é a aprovação dos alunos, aquele sentimento de gratidão que sempre emana de quem foi ajudado e o reconhecimento de que o esforço de lecionar vale a pena”, assegura.

Levando-se em conta esse contexto, sua família foi (e é) de suma relevância em todo esse processo de conquistas: “A família é fundamental durante a jornada de estudos. No meu caso, o apoio foi incondicional, o que foi de grande valia para superar os momentos de desânimo”, afirma. André sempre pensa em ir além. Acomodação é uma palavra que parece não fazer parte do seu dicionário: “Ainda continuo estudando para concursos, sempre objetivando alcançar cargos mais altos, principalmente na área jurídica”, garante.

Para finalizar, André deixa uma importante mensagem para seus alunos: “O recado é para que não desistam! Uma vez li em algum site de concursos que a aprovação é como uma fila, se você persistir e não sair, uma hora chega sua vez. Por isso, persistam, porque a recompensa faz valer a pena cada momento de renúncia”.

Gostou? Pois, nos diga que outras histórias você quer conhecer acerca dos nossos professores! Sua sugestão é muito importante para nós, e, em breve, pode ser concretizada aqui neste espaço!