CEV Concursos

Blog

7 dicas infalíveis de português para concursos  

Vida de concurseiro não é nada fácil. Por mais que seja necessário manter o foco nos estudos para que seu esforço seja recompensado, a jornada para passar no exame é tortuosa: muito conteúdo para estudar em pouco tempo, alto nível de ansiedade, grande número de concorrentes etc.

Ainda que você esteja se preparando para seu primeiro concurso, existem algumas maneiras de se planejar melhor para resolver questões de várias disciplinas, principalmente daquela que todo mundo acha que não precisa estudar muito: a língua portuguesa.

Neste post, você vai conhecer algumas dicas de português para concurso feitas para ajudá-lo a gabaritar sua prova. Acompanhe: 

1.Leia bastante

Um dos temas que mais eliminam candidatos nas provas de português ou redação é a ortografia. Basta um simples deslize nessa área para revelar que o estudante não lê muito ou não se preocupa com o conteúdo que foi apresentado no teste.

Para contornar esse problema, é indispensável que o candidato tenha um hábito de leitura até mesmo antes de começar a estudar para a prova. Vale tudo: revistas, livros, sites, jornais, pesquisas... apenas procure evitar o conteúdo das redes sociais e blogs, que pode conter muitos erros gramaticais e ortográficos. 

Essa tática também é importante para aprimorar a sua capacidade de interpretação de textos, um tema que será, com certeza, cobrado em sua prova. 

2.Estude as matérias na sequência correta

As questões de concursos públicos em geral exigem mais do que compreensão e interpretação de textos, explorando principalmente alguns detalhes gramaticais que eliminam a maioria dos candidatos.

Sendo assim, é bom seguir um roteiro na hora de iniciar seus estudos:

  • fonologia (estudo dos fonemas, ortografia e acentuação);
  • morfologia (formação e estrutura das palavras);
  • sintaxe (termos da oração, pontuação, concordância e regência);
  • semântica (denotação, conotação e polissemia);
  • estilística (processos de manipulação e função da linguagem). 

Essa ordem de estudo deve ser seguida para que o seu raciocínio consiga fluir sem dúvidas, já que a compreensão de um tópico depende do domínio dos anteriores.

3.Aprenda de forma ativa

A língua portuguesa é cheia de detalhes, sutilezas e condições que podem passar despercebidas quando sua única forma de estudar é por meio da leitura. Por isso, nada melhor para memorizar e aprender essa disciplina do que variar seus métodos de estudo. 

Assistir vídeos, fazer exercícios de provas anteriores, ler o conteúdo de suas apostilas em voz alta e tentar explicar o que aprendeu para outra pessoa são boas iniciativas para melhorar sua concentração e não deixar o cansaço desanimá-lo na hora de estudar português para concurso.

4.Domine o uso da crase

Eis uma dica valiosa não apenas para se preparar para seu exame, mas também para saber escrever sem erros. O uso da crase costuma ser muito cobrado em concursos porque é um critério capaz de eliminar diversos candidatos, já que a fusão do artigo feminino com a preposição "a" costuma confundir muita gente.

Por isso, mesmo que você já tenha um bom conhecimento sobre esse conceito, é sempre importante fazer uma revisão de todos os casos em que a crase é utilizada, dando uma atenção especial às exceções e às situações nas quais seu uso é facultativo.

5.Estude o verbo haver

O uso e a conjugação do verbo "haver" podem ser uma verdadeira pegadinha em provas, pois existe um equívoco muito comum que consiste no uso dessa palavra no plural para expressar o sentido de ocorrência ou existência, como na frase incorreta: "haviam muitos pratos vazios na mesa".

É preciso conhecer os casos em que esse verbo é impessoal. Portanto, a versão certa do exemplo é: "havia muitos pratos vazios na mesa".

Também é preciso esclarecer que esse verbo pode ser usado no plural quando exercer função auxiliar, ou seja, complementar algum outro verbo. Observe: "Eles já haviam chegado para jantar antes das oito. Como era cedo, havia muitos pratos vazios na mesa". 

Com este exemplo, fica fácil perceber que o nosso domínio da língua portuguesa não é tão grande quanto imaginamos. Por isso, é preciso ter consciência de que cometemos muitos erros gramaticais (até mesmo no nosso dia a dia) e aprender a corrigi-los.

6.Compreenda o uso de onde/aonde

Já que estamos falando de confusões gramaticais comuns em provas de português para concurso, tome cuidado com as palavras "aonde" e "onde", pois não há muita distinção do significado de ambas na língua falada. Na escrita, porém, é diferente.

O emprego do "aonde" somente é usado em orações que incluem a ideia de movimento ou mudança, como nas frases: "aonde você foi?" ou "aonde ele vai nos levar?". O “a” tem o sentido de “para”.

A palavra "onde", por outro lado, tem sentido fixo e geralmente é usada para indicar o local onde algo (ou alguém) se encontra. Exemplo: "onde fica o mercado?" ou "onde você mora?".

7.Marque as palavras-chave de cada questão

Marcar o texto do enunciado de cada questão é uma técnica simples, mas eficiente para não cometer erros de interpretação. Sublinhe ou circule os verbos de comando (como "explique", "comente" ou "justifique") para prestar bastante atenção ao que está sendo pedido e reduzir suas chances de cometer erros. 

Você também pode usar essa técnica ao estudar o conteúdo que vai cair na prova. Utilize várias cores de marcadores diferentes para destacar as partes mais importantes do que leu em suas apostilas (ou livros) e memorizar os detalhes que podem ser esquecidos com facilidade.

Por fim, não se esqueça de ler o edital de seu concurso mais de uma vez. Esta é a melhor referência que você possui para saber quais tópicos serão cobrados e quais conceitos poderão ser deixados de lado na sua rotina de estudos.

Agora que você já sabe como estudar português para concurso de forma produtiva e eficaz, mãos à obra! Evite a procrastinação, mantenha o foco no seu sucesso e bons estudos.