CEV Colégio

Acontece no CEV

Estudante CEV se destaca com participações e medalhas em Olimpíadas Científicas Nacionais

O nosso aprendente Pedro Vitor Araújo Rocha, 17 anos, aluno do 3° ano do Ensino Médio do CEV Unidade Frei Serafim, vem se destacando com suas participações em Olimpíadas Científicas nacionais. Ele, que já comemorava sua classificação para a fase única da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) após ter ganhado medalha de bronze pelas fases classificatórias e se destacado entre os 300 melhores, agora comemora sua medalha de prata na Olimpíada Brasileira de Física (OBF).

Pedro conta que começou a conhecer o mundo das Olimpíadas no 2° ano do Ensino Médio, quando participou pela primeira vez da OBF, e que desde então uma participação foi desencadeada pela outra. O jovem considera todo o processo algo divertido e interessante, porque, segundo ele, além de possibilitar o surgimento de uma rede de contato entre os participantes, proporciona desafios, incentiva o aluno a se aprofundar em algum conteúdo e também serve como porta de entrada para o cenário nacional e internacional - o que é de seu interesse, já que ele pretende seguir carreira no curso de Licenciatura em Física.

“Acredito que as Olimpíadas Científicas são importantes por incentivar o aluno, principalmente da rede pública, a adentrar no mundo das ciências. Os medalhistas na OBMEP, por exemplo, são convidados a fazer parte do PIC(Programa de Iniciação Científica), que tem foco em ensinar matemática e propor desafios de nível olímpico a esses alunos”, explica. Além das Olimpíadas, Pedro também testou o nível dos seus conhecimentos para o Enem através do concurso da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx),  onde foi aprovado em 9° lugar nacional na primeira etapa de seleção, que corresponde ao teste teórico feito através de provas.

Segundo Teixeira Neto, professor de Matemática do CEV Colégio e do CEV Vestibulares, que também coordena a participação dos estudantes em Olimpíadas, a participação em nessas trazem benefícios intelectuais e culturais, além de abrir um leque de oportunidades para os premiados.

“A preparação para Olimpíadas é muito importante para aqueles que desejam aprofundar os conhecimentos em uma matéria específica, que o mesmo tenha interesse. É fato também que, ao se preparar para Olimpíadas, o rendimento escolar do aluno melhora, pois ele está com um nível de estudo maior do que seria necessário para acompanhar as disciplinas da escola. Além disso, premiações em competições como essas, melhoram o currículo do aluno, abrem oportunidades de bolsas de estudo de até 100% tanto no Brasil como no exterior. Um exemplo disso, a UNICAMP, uma universidade que é referência no país, agora possui vagas do seu vestibular para vencedores em Olimpíadas. E claro que a experiência de ir participar de Olimpíadas internacionais oportuniza o aluno a conhecer novas culturas em países da Europa e Ásia, por exemplo”, afirma o professor.