CEV Baby

Blog

Menos brinquedos... mais brincadeiras.

Atualmente, nota-se que a família precisa lidar com inúmeras mudanças, como a ausência de tempo, a invasão tecnológica, dentre outras questões contemporâneas que valorizam o “ter” em relação ao “ser”.

Vivemos em um momento de consumismo exagerado, em que alguns valores ou estão profundamente alterados ou se estão a perder ao invés de valorizar os momentos juntos.

Para poderem proporcionar “o melhor” aos seus filhos, frequentemente os pais passam muito tempo a trabalhar, tornando a sua rotina exaustiva o que inevitavelmente termina por provocar uma imensa interferência no tempo livre com as crianças. Quando os pais chegam a casa depois de um dia cheio de trabalho, muitas vezes exaustos, sem energia e paciência para dar atenção e brincar com seus filhos, os aparelhos eletrônicos acabam por serem muitas vezes os seus companheiros e brinquedos.

Diante de tantas demandas de consumo, muitas vezes, as pessoas encontram-se sem direção, pois já esqueceram ou não sabem o que é essencial para as relações familiares. O afeto precisa ser o ingrediente fundamental nas relações, visto que nada substitui o olhar, a atenção e o cuidado para com o outro. Portanto, é necessário resgatar e lapidar os vínculos que cada vez mais, é comum estarem fragilizados.

Tudo isto poderá ser um ponto de reflexão para pensar que a felicidade na infância ultrapassa muito mais do que só brinquedos caros e da moda, mas que se consegue com momentos que envolvem espaços felizes para as crianças se sentirem amadas e ligadas aos seus cuidadores.

Procure valorizar os momentos com seus filhos, mostrando as brincadeiras de sua infância e traga também a sua própria criança para brincar com eles, provavelmente este será o maior presente. Quanto menos brinquedos, mais momentos de brincadeiras para fortalecer os vínculos familiares.