CEV Baby

Blog

Doença mão-pé-boca: o que fazer para evitar um surto na escola?

A doença mão-pé-boca, causada por vírus tipo Coxsackie, é altamente contagiosa podendo ser transmitida com facilidade através do contato direto com secreções ou através do contato com objetos e superfícies contaminadas.

Apesar da transmissão acelerada, é uma doença autolimitada que não necessita de exames adicionais. Como existem várias outras doenças que causam febre e vesículas (bolhas) nas crianças, é fundamental a consulta com um Pediatra para o diagnóstico e o cuidado adequado.

A forma clássica começa com um quadro de febre (que pode ser alta) sem outros sintomas e, após alguns dias, surgem pequenas bolhas que podem estar nas mãos, pés, região genital, nádegas e aftas na mucosa da boca. Não é obrigatória a presença de lesões em todas as regiões, cada criança responde de uma forma.

As feridas na boca podem levar ao aumento da salivação e muita dificuldade para se alimentar, por isso, devemos redobrar os cuidados para manter a criança alimentada e bem hidratada.

O tratamento é feito com medicações para os sintomas (dor e febre) e a melhora se dá espontaneamente por volta de uma semana (7 dias). Atenção: mesmo a criança já recuperada pode transmitir o vírus por até 4 semanas, pelas fezes.

Recomendações:

- crianças apresentando febre ou sinais de doença não devem ser levadas para a escola, e devem passar por atendimento médico para os cuidados necessários;

- a criança que recebeu o diagnóstico de Doença Mão-Pé-Boca deverá permanecer afastada por pelo menos 7 dias para evitar a transmissão entre os escolares;

- alimentos pastosos, como purês e mingaus, assim como gelatina e sorvete, são mais fáceis de engolir; já os alimentos ácidos, muito quentes e condimentados são mais difíceis;

Lembrem sempre de lavar as mãos antes e depois de lidar com a criança doente, ou levá-la ao banheiro. Se ela puder fazer isso sozinha, insista para que adquira e mantenha esse hábito de higiene mesmo depois de curada.

Vamos juntos garantir um ambiente cada vez mais saudável para nossas crianças.