CEV Baby

Blog

Conjuntivite: saiba como prevenir!

Estamos vivenciando um período no qual várias crianças apresentam sintomas de conjuntivite e, considerando que no ambiente escolar temos grande aglomerado de crianças com contato direto, além de termos a responsabilidade de manutenção de uma escola saudável e segura para todos os alunos, apresentamos a seguir pontos chaves sobre esta doença bastante incômoda e transmissível.

A educação e o conhecimento são pontos fundamentais para assegurar a segurança de nossas crianças, garantir um tratamento adequado para cada caso e evitar surtos ou epidemias.

Vamos ao que interessa:

Conjuntivite é a inflamação da conjuntiva, membrana transparente e fina que reveste a parte da frente do globo ocular (o branco dos olhos) e o interior das pálpebras.

Pode ter várias causas: alergias, traumas, irritação química e infecções por vírus, bactérias ou fungos.

Sintomas

  • Olhos vermelhos
  • Coceira ocular
  • Inchaço do olho ou pálpebra.
  • Lacrimejamento com a presença de secreção
  • Sensibilidade à luz
  • Visão borrada
  • Pode ocorrer febre, dor de garganta e dores pelo corpo.

Transmissão

A transmissão ocorre diretamente no contato com a pessoa com sintomas ou através do contato com objetos ou superfícies contaminados e, por isso, dissemina-se rapidamente em ambientes fechados como escolas, creches, escritórios e fábricas. Essa disseminação é favorecida pelo calor e umidade (típico do período chuvoso) e pode desencadear surtos e epidemias.

Tempo de duração

O tempo da conjuntivite varia em média de 7 a 10 dias.

O que fazer:

  • O primeiro passo para todo paciente com olhos vermelhos é procurar um oftalmologista. A distinção entre conjuntivite viral, alérgica ou bacteriana é importante, não só no tratamento, mas também na indicação de dispensa escolar ou no trabalho.
  • Utilizar gaze umedecida com água filtrada ou mineral, ou ainda soro fisiológico, para limpar as “casquinhas” que se formam em volta do olho.
  • Utilização de compressas frias.

    Como diminuir a transmissão:
    As crianças com conjuntivite devem:

    1. Lavar com freqüência o rosto e as mãos, uma vez que estas são fontes de transmissão
    2. As mãos não devem entrar em contato com locais sujos e depois em contato com os olhos.
    3. Evitar aglomerações ou ambientes fechados.
    4. Não coçar os olhos.
    5. Aumentar a frequência de troca das toalhas do banheiro e sabonete ou use toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos.
    6. Trocar as fronhas dos travesseiros diariamente enquanto perdurar a crise. Não compartilhar objetos (canetas, produtos de beleza, lenços etc), de pessoa portadora de conjuntivite.
    7. Evitar contato direto com outras pessoas.
    8. Evitar banhos de sol.
    9. Evitar luz, pois essa pode fazer com que o olho contaminado venha a doer mais.

    Atenção

    A conjuntivite viral, geralmente é a mais freqüente. Muito comum em escolas, local de trabalho, ou seja, todo local fechado, com contato íntimo entre pessoas.

    O diagnóstico é realizado pelas características clínicas.

    A propagação do vírus dura até 14 dias após o início dos sintomas.

    Fonte: NOTA TÉCNICA CONJUNTA DIVE/ LACEN No 01/2012